Mélanie Marinho Osteopata & Fisioterapeuta

O que é Osteopatia?

osteopatia

Trata-se de um método de avaliação e tratamento apresentado pela primeira vez nos EUA pelo Dr. Andrew Taylor Still (1828-1917). Visa diagnosticar e tratar com técnicas manuais as disfunções de movimento de estruturas ao nível músculo-esquelético, visceral e craniano. Esta abordagem terapêutica procura tratar o indivíduo de forma global, eliminando a dor, devolvendo o movimento, melhorando a postura e restabelecendo o bem-estar geral do indivíduo.
A osteopatia baseia-se na capacidade de auto-regeneração do corpo humano, e num conhecimento aprofundado da anatomia e fisiologia humanas. O objetivo do osteopata não é apenas eliminar as consequências do problema, mas encontrar a lesão primária, aquela que está na origem do sintoma do paciente. Esta é um tratamento recomendado e incentivado pela Organização Mundial de Saúde como prática de saúde reconhecida em muito países. Os resultados são rápidos e duradouros.

A quem se destina?

craneo osteopatico no porto

A osteopatia atua em todas as idades, podendo tratar recém-nascidos (Osteopatia Pediátrica), crianças, adultos, idosos, desportistas, grávidas (Saúde Pélvica), etc., nos variados campos de atuação, a saber:
- Problemas músculo-esqueléticos: Lombalgia, cervicalgias, hérnias discais, entorses, tendinites, torcicolos, dores articulares, escolioses, pubalgias, dores coccígeas, dores na ATM (boca);
- Problemas viscerais: hérnia do hiato, gastrite, dores menstruais, obstipação, hemorroidas, disfunções hepato-biliares, colites, digestão difícil, dores abdominais, acidez gástrica, refluxo gastroesofágico, flatulência, doença de Crohn;
- Problemas neurológicos: síndromes do túnel cárpico, neuralgias, cruralgias, ciatalgias;
- Problemas cardiovasculares: alterações circulatórias dos membros superiores ou inferiores, congestão venosa, palpitações, opressão torácica, hipertensão arterial;
- Problemas craniais: cefaleias, vertigens, zumbidos, enxaquecas, problemas na articulação temporomandibular (ATM);
- Problemas ginecológicos e obstétricos: como dismenorreia (dores menstruais), infertilidade, aderências cicatriciais da cesariana, incontinência urinária, dores durante o coito, síndrome pré-menstrual;
- Sequelas de traumatismos;
- Entre outros.

Copyright © Melánie Marinho Osteopata & Fisioterapeuta 2018